Marketing Médico: Por que investir em Marketing Digital?

Saiba como o Marketing Digital é importante na carreira médica para gerar atração, engajamento e fidelização do seu público.

Folder

Marcio Souza, especialista em Marketing Estratégico e diretor da agência ProxyMed, constatou que a busca por serviços de Marketing Médico tem crescido não apenas entre os profissionais, mas também entre as empresas de saúde. “As clínicas buscam a diferenciação por meio do foco no que o paciente tangibiliza, adequando estrutura física ao público-alvo, levando informação relevante sobre a especialidade dentro da própria clínica, proporcionando o chamado overdelivery, que está em voga no momento, que é o atendimento extraordinário, tratar bem de forma incomum. Essas são algumas maneiras de fazer a marca da clínica ser admirada”, reitera.

Por que investir em marketing digital para atração, engajamento e fidelização?

As redes sociais são consideradas os meios de comunicação mais importantes da atualidade. Muito mais do que conectar com pessoas, elas têm a capacidade de proporcionar empoderamento aos usuários, que estão cada vez mais presentes nessas plataformas. Muitas empresas, diante disso, perceberam o quanto era importante estarem também atuantes nas redes sociais, criando uma relação de maior proximidade com seus consumidores e clientes. Seguem abaixo os dados da atividade dos brasileiros nas redes sociais:

  • Facebook: 130 milhões
  • WhtasApp: 120 milhões
  • Instragram: 57 milhões
  • Twitter: 30 milhões
 

O poder das redes sociais sobre a decisão de compra

Por conta de uma gama de facilidades que tanto a internet como as redes sociais oferecem, e por estarem cada vez mais presentes nesses meios, os usuários vêm sendo cada vez mais influenciados pela leitura de avaliações, por comentários e feedbacks publicados nessas mídias no momento de realizarem uma compra on-line de um serviço ou produto. A seguir, estão as estatísticas fornecidas por indivíduos dos países analisados:

  • Brasil: 65% dos usuários
  • Índia: 76% dos usuários
  • EUA: 38% dos usuários

Referência na área de atuação

Além disso, Souza também enfatiza a importância de se tornar uma referência dentro de sua área de atuação. Segundo ele, no mundo contemporâneo, tudo caminha para a segmentação de mercado. Em qualquer área de atuação há uma subespecialidade que corrobora com outra área. “Há e haverá cada vez mais tecnologia que permitirá o aprofundamento em determinado estudo, que tornará alguém especialista e famoso por ser o primeiro. Aí entra a referência. As pessoas não têm mais tempo, nem paciência para ficar testando. Querem saber quem é a referência em determinada área e fazem um grande esforço para serem atendidas por esses profissionais, que, além de agendas lotadas, têm em comum a gestão da sua carreira atrelada ao branding. Não é à toa que são referências em suas áreas. Portanto, ser especialista é fundamental, somos reconhecidos (até financeiramente) pela nossa raridade na área de atuação e competência técnica”, relata.

Compartilhe